Filtros de Membrana


1. Sujidade
Originalmente os filtros foram produzidos para filtração, dessa forma a limpeza da membrana não tinha relevância e a produção de filtros não tinha nenhuma preocupação com a sujeira que era deixada nas membranas de filtros.
As normas ISO 16232 e a VDA Vol.19 dão instruções claras sobre o valor em branco, que é o limite de contaminação do equipamento de análise de sujidade. Os filtros, por sua vez, fazem parte do equipamento de análise e contribuem de forma significativa para determinação desse valor.
Na análise de sujidade, a limpeza do filtro é importante e deve ser especificada.
A JOMESA enfrenta esse desafio desde 2015 realizando uma limpeza minuciosa, utilizando o corte a laser e empacotando os filtros em uma sala limpa classe 7 (ISO 14644).



Controle de sujidade da produção de filtros JOMESA , com o sistema óptico (JOMESA HFD) e o sistema SEM (JOMESA PSE).




Controle de qualidade óptico


Controle de qualidade SEM

2. Porosidade
Imagens SEM de membranas de filtros típicas







Membrana de celulose: Espuma com poros de 0.8µm

Filtro de malha fechada

Filtro de malha com poros de 20µm


Filtros de malha (com poros > 15µm) podem ser medidos facilmente com a análise de imagens.Eles podem ser utilizados para separar diferentes tamanhos de partículas:
Filtros de malha com poros de 20µm permitem que todas as partículas menores do que 20µm passem e todas as partículas maiores sejam retidas.



O tamanho dos poros em filtros de celulose são convencionalmente medidos pelas técnicas de fluxo de líquido e ponto de bolha.

Tamanho dos poros nos filtros de celulose, como são definidos e medidos ?

As medições da JOMESA com esses métodos para filtros de malha fechada produziram valores que correspondem aproximadamente a um filtro de 8 µm de celulose. Isso mostra que os métodos não são adequados para a medição de filtros de malha fechada, porque o valor medido está muito próximo da incerteza de medição.


O fato é, que filtros com alta velocidade de filtração (= grande porosidade) têm vantagens importantes nos negócios de análise de sujidade.


Diferentes tecidos de malha fechada, definidos por seu padrão de tecelagem e diâmetros de filamentos, geralmente são denominados de forma incorreta como 1µm, 5µm e 10µm ou similar.







1µm“
Código de ligação: 30-01 07-01-03

5µm“
Código de ligação: 20-04 04-01-01

10µm“
Código de ligação: 20-03 03-01-01


Definição e teste JOMESA da filtração com malha fechada



Uma quantidade definida de líquido sujo é derramada através de um filtro de malha fechada.

O filtro de malha é analisado, em quantas partículas na faixa de 5 a 15 µm estão no filtro (quantidade que o filtro de malha retém).

O líquido filtrado é derramado através de um filtro de tamanho de poro de celulose de 0,8 µm.

O filtro de celulose é analisado, em quantas partículas na faixa de 5 a 15 µm estão no filtro (quantidade que o filtro de celulose retém).




O padrão de tecelagem e o diâmetro do filamento não têm influência significativa na filtração. A proporção de retenção / passagem depende das condições de filtragem (pressão).

Capacidade de filtragem dos filtros de malha fechada em detalhes




3. Química e propriedades mecânicas.
A ISO 16232:2018 (ver página 138) e a VDA 19.1 (ver página 132) classifica os filtros para análise microscópica em 2 classes: Filtros de espuma e filtros de malha



Material do Filtro

Meio (teste ou líquido final de lavagem)

Líquido de limpeza neutro

Isopropanol

Etanol (álcool)

Hidrocarbonetos alifáticos

Cetonas (acetona)


Membrana de espuma

Nitrato de celulose

+

-

-

+

-

Acetato de celulose

+

+

-

+

-

Poliamida/Nylon

+

+

+

+

+

Malha

Poliéster

+

+

+

+

+

Poliamida/Nylon

+

+

+

+

+

+ adequado, - inadequado


Devido à sua estabilidade química (veja a tabela acima), os filtros PET e Poliamida são adequados para todos os líquidos de lavagem utilizados.

Devido aos processos de filtragem mais rápidos, os filtros de malha são preferidos aos filtros de espuma.

Polímero

Temperatura de derretimento

Recup. umidade (20 graus C, 65% um. rel.)

Temperatura de secagem recomendada

Poliamida 6.6 (Nylon)

aprox. 240 graus C

4.5%

70 graus C

Poliéster PET

aprox. 250 graus C

0.2%

90 graus C


Devido às vantagens higroscópicas e térmicas, os filtros PET são usados principalmente em aplicações de análise de sujidade.


A partir do tecido, as membranas de filtro podem ser produzidas de duas maneiras:

Estampada a frio
A estampagem a frio é um processo em que a contaminação por partículas não pode ser evitada.



Corte a laser

Devido aos requisitos de limpeza e para evitar contaminações do ambiente, a JOMESA oferece apenas membranas de filtro com o corte a laser.




4. Programa de Membrana de filtro JOMESA



Membranas de Filtro de Nylon (Poliamida), Corte a laser
Membranas de Filtro de Poliéster (PET), Corte a laser

Código para pedido:
PE-
YYL-ZZ para Filtros de PET
NY-
YYL-ZZ para Filtros de Poliamida
Onde YY é diâmetro em mm
Onde ZZ é o tamanho do poro em µm se o tamanho for >= 15µm
Onde ZZ é a abreviação para filtros de malha fechada

Tecidos padrões: veja abaixo
Tecidos especiais disponíveis sob demanda.

O preço dos filtros variam de acordo com a quantidade do pedido
Para mais infomações, por favor entre em contato com a JOMESA:
info@jomesa.com


Filtros de Malha Fechada, Corte a Laser

Código do Artigo

Imagem SEM

Código de Ligação

Especificação de filtração

Especificação de Sujidade

NY-47L-1



30-01 07-01-03

50% (+-25%) das partículas de 5 a 15µm são retidas pelo filtro de malha

80% (+-20%) das partículas maiores do que 15µm são retidas pelo filtro de malha

Nenhuma partícula metálica

Nenhuma partícula > 200µm

Máx. 2 partículas entre 50 e 200 µm

Máx. 100 partículas entre 5 e 50 µm

PE-47L-5
NY-47L-5



20-04 04-01-01

PE-47L-10



20-03 03-01-01


Filtro de Malha, Corte a Laser

Código do Artigo

Imagem SEM

Código de Ligação

Especificação Tamanho do Poro

Especificação de Sujidade

PE-47L-15



20-02 02-01-03

15µm x 15µm +- 5µm

Nenhuma partícula metálica

Nenhuma partícula > 200µm

Máx. 2 partículas entre 50 e 200 µm

Máx. 100 partículas entre 15 e 50 µm

PE-47L-20



20-02 02-01-01

20µm x 20µm +- 7µm

Nenhuma partícula metálica

Nenhuma partícula > 200µm

Máx. 2 partículas entre 50 e 200 µm

Máx. 50 partículas entre 25 e 50 µm

PE-47L-50

20-02 02-01-01

50µm x 50µm +- 10µm

Nenhuma partícula metálica

Nenhuma partícula > 200µm

Máx. 20 partículas > 50µm

PE-47L-100

20-02 02-01-01

100µm x 100µm +- 15µm

Nenhuma partícula metálica

Máx. 5 partículas > 100µm

PE-47L-150

20-02 02-01-01

150µm x 150µm +- 15µm

Nenhuma partícula metálica

Máx. 5 partículas > 150µm

PE-47L-200

20-02 02-01-01

200µm x 200µm +- 10µm

Nenhuma partícula metálica

Máx. 5 partículas > 200µm

(Todas as especificações dos produtos estão sujeitas a modificações sem aviso prévio)

5. Ergonomia: Distribuidor de Filtros JOMESA

Retirar apenas um filtro de uma pilha no pacote pode ser um trabalho complicado.

O distribuidor de filtros JOMESA oferece uma maneira fácil, segura e prática de remover os filtros de um cartucho, de forma individual.
Os cartuchos são montados em uma sala limpa. Após a montagem, os filtros ficam protegidos, evitando a contaminação até o momento da utilização.







As vantagens são evidentes:

Facilidade para retirar os filtros individualmente

Não há risco de contaminação para o restante do pacote, ao remover um filtro

Armazenamento seguro e limpo dos filtros até a sua retirada


Os cartuchos estão disponíveis com 100 e 500 filtros.